Anfepramona Para Emagrecer? Entenda os Perigos Deste Remédio!

Anfepramona, também conhecida como dietilpropiona, é um medicamento com a finalidade de causar a falta de apetite, ou seja, é um remédio para emagrecer.

Por conta disso, foi, por muito tempo, receitada em tratamentos contra obesidade. Derivada da anfetamina, acredita-se que anfepramona é o medicamento mais potente para tratamento da obesidade, proporcionando perdas de até 17 kg em cerca de 3 meses.

Desde o início da sua comercialização no Brasil, a anfepramona tem sido consumida basicamente por mulheres, de maneira manipulada.

A procura costuma aumentar nas proximidades do verão, já que público deseja emagrecer rapidamente para desfilar seus corpos em forma na estação mais quente do ano.

O produto teve sua venda proibida no Brasil em 04/10/2011, por conta de decreto da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), mas como o produto ainda é fabricado no exterior, existe uma espécie de mercado negro, de modo que ainda é muito fácil comprar anfepramona pela internet.

Como funciona a anfepramona

Ao atuar no sistema nervoso central, a anfepramona causa sensação de saciedade, de maneira similar ao famoso Victoza, fazendo com que o indivíduo coma menos e, consequentemente, emagreça.

Anfepramona para emagrecer

Efeitos colaterais da Anfepramona

O medicamento tem alto potencial para criar dependência.

Além disso, também gera tolerância, ou seja, com o passar do tempo o paciente tem que tomar doses cada vez maiores para que se obtenha o mesmo efeito. A substância também tem efeito sobre medicamentos contra hipertensão, podendo cortar seus efeitos.

Outros efeitos colaterais da anfepramona são boca seca, nervosismo, insônia, mau funcionamento do intestino, irritabilidade, ansiedade, taquicardia, hipertensão arterial, excitação, tremores ao dormir, pesadelos, insônia e depressão.

Por fim, graças à sua capacidade de causar bem-estar e euforia, o remédio ocasionalmente é usado de maneira recreativa, não sendo raros os casos de overdose e morte.


Marcas de Anfepramona

Até a sua proibição, as marcas presentes no mercado brasileiros eram Dualid S, Hipofagin S e Inibex S. No exterior, as marcas de maior expressão são Tenuate, Neobes, Prefamone e Regenon.

Proibição da ANVISA

Anfepramona RemedioEm outubro de 2011, a diretoria da Anvisa decidiu proibir a venda, em território brasileiro, de todos os medicamentos inibidores de apetite derivados da anfetamina. A decisão afetou não só a anfepramona, mas também o femproporex e o mazindol.

O órgão alegou que tais substâncias causariam graves riscos à saúde e que não haveria comprovação científica de sua eficácia.

No entanto, matéria da Veja de 2012 mostrou que, com a proibição, tais medicamentos passaram a ser ainda mais procurados. Mas, sem a devida prescrição médica e acompanhamento adequado, os pacientes continuaram a ganhar peso.

Graças às reclamações de muitos obesos, os quais alegam que agora não têm um medicamento adequado para a sua doença, e ao estabelecimento de um mercado negro de emagrecedores, surgiram boatos de que a anfepramona seria liberada pela Anvisa em 2013, mas, até agora, nada foi confirmado.

Onde Comprar Anfepramona

Como já dito, a venda do produto foi proibida no Brasil, de modo que é difícil até mesmo comprar anfepramona pela internet. Pesquisando no Google, os únicos resultados são site obscuros de classificados, de credibilidade duvidosa.

Nesse momento, comprar anfepramona significa um risco duplo: os perigosos efeitos colaterais, já descritos acima, e a possibilidade de comprar um produto falso ou, no caso de compra pela internet, acabar nem recebendo o produto. Fique atento!

Por fim, o preço da anfepramona costuma ficar na casa dos R$ 200 a caixa, já que o produto está escasso no mercado, mas ainda é bastante procurado.

Queimadores de Gordura Abdominal


Posologia

A posologia da anfepramona varia caso a caso, a depender do peso que se deseja perder, da reação anterior ao medicamento etc. De maneira geral, o que se recomenda é que não ultrapasse 75 mg por dia.

Deve ser tomada, a anfepramona, no meio da manhã, preferencialmente – para que reduza o apetite no almoço.
Não deve ser administrada depois do almoço em diante porque poderá causar insônia.

Também é recomendado que o tratamento não ultrapasse quatro semanas. Caso seja necessário o uso por um tempo maior, deve ser mantido um intervalo, sem a anfepramona, de outras quatro semanas, para se evitar o uso contínuo, que aumenta o risco de dependência.

Há uma Resolução da ANVISA, de 2007, que regulamenta a prescrição da anfepramona nos seguintes termos, entre outros:

  • a dose máxima diária de anfepramona é de 120 mg por dia;
  • a receita não pode ser superior a 30 dias;
  • as “fórmulas” ficam proibidas, isto é, não se pode associar a anfepramona a outro anorexígeno ou a “calmantes” (diazepam etc.), fluoxetina etc., se o objetivo da combinação é apenas o tratamento da obesidade.

Trata-se de uma amina simpatomimética pertencente ao grupo das feniletilaminas.

Sendo similar à anfetamina, apresenta um importante efeito anorexígeno-saciogênico por ação sobre o SNC, mais precisamente no centro hipotalâmico da saciedade, inibindo o apetite e favorecendo a perda de peso. O consumo reiterado e prolongado desta substância desenvolve tolerância, podendo provocar elevação da pressão arterial e estimulação do SNC.

Sua absorção pelo trato digestório após a administração por via oral é rápida e completa. É biotransformada em nível hepático, liberando metabólitos ativos que podem chegar a atravessar as barreiras hematoencefálica e placentária.

Mais da metade da dose administrada é eliminada por via renal em 48 horas, parte em forma inalterada e parte na forma de metabólitos.

Indicações.

Obesidade exógena e sobrepeso patológico, associada a dietas adequadas.

Posologia

A dose média recomendada é de 75 mg em tomada única por via oral após o desjejum.

Superdosagem.

Pode observar-se tremores-hiperreflexia, respiração rápida, confusão, alucinações, estados de pânico, seguidos de fadiga e depressão. Podem também ocorrer arritmias, hipertensão ou hipotensão e colapso circulatório.

Náuseas, vômitos, diarreia e cãibras abdominais. O tratamento é sintomático e compreende lavagem gástrica, administração de sedativos (barbitúricos) e, no caso de haver desenvolvimento de hipertensão grave, fentolamina por via intravenosa.

Reações adversas.

Confusão mental ou depressão, visão turva, alterações da libido, constipação, diarreia, enjoos, irritabilidade, nervosismo ou inquietação, problemas de sono. Palpitações, cãibras, dores de estômago.

Precauções.

Podem apresentar-se reações de hipersensibilidade cruzada a outros simpatomiméticos como efedrina, adrenalina, anfetaminas. Administrar com precaução em pacientes hipertensos, cardíacos e epilépticos.

Não ingerir álcool ou outros depresores do SNC (psicofármacos, ansiolíticos, sedativos). Não recomenda-se a supressão brusca do tratamento nem aumentar a dose para recuperar a ação terapêutica em caso de tolerância.

Interações.

A anfepramona interfere no efeito anti-hipertensivo de várias substâncias (guanetidina, clonidina, metildopa). Os derivados fenotiazínicos inibem o efeito da anfepramona sobre o apetite e a saciedade.

Pode haver sinergismo (somação) de efeitos pela associação deste fármaco com estimulantes do SNC e hormônios tireoideanos. Em pacientes diabéticos tratados com insulina ou hipoglicemiantes orais os níveis de glicemia podem ser afetados.

Contraindicações.

Gravidez e amamentação. Crianças com idade inferior a 12 anos. Hipertensão arterial. Hipertireoidismo. Hipersensibilidade a feniletilaminas. Cardiopatia coronariana.

Glaucoma. Estados de agitação nervosa. Epilepsia. A administração com inibidores da monoaminoxidase (IMAO) pode precipitar crises hipertensivas; assim, o fármaco deverá ser utilizado somente 2 semanas após a suspensão do antidepressivo IMAO.

Conclusão

A Anfepramona NÃO é aprovado pela Anvisa, então reforçamos fortemente que você não procure este remédio caso esteja precisando emagrecer. Se você tiver problema e busca emagrecimento, recomendamos que você conheça o Body Slim Fast.

Um remédio para emagrecer APROVADO pela Anvisa e 100% Natural e sem contra indicações. Assim você tem a garantia de não estar estragando a sua saúde na busca pelo corpo saudável. Clique no Botão abaixo para conhecer o Body Slim Fast.


1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (11 Votos, Média: 4,82 de 5)
Loading...