Atuação do nutricionista: 8 áreas para escolher

Muito destacada no mercado de trabalho, a atuação do nutricionista tem seu espaço cada vez mais garantido em diversos setores. E a maior responsável por essa variedade de opções talvez seja a busca constante das pessoas por uma alimentação saudável e equilibrada — fator determinante para a conquista da boa saúde.

De fato, em qualquer área existe a preocupação com a alimentação, seja no meio hospitalar, no meio escolar, em academias, spas, clínicas etc. Dessa forma, abre-se um leque de variadas escolhas possíveis. Basta que o profissional da nutrição busque a que mais tenha a ver com seu gosto pessoal e aptidão.

Para te ajudar com isso, selecionamos neste post algumas das áreas de atuação do nutricionista no mercado de trabalho. Continue lendo e confira!

1. Nutrição clínica

O profissional que atua na nutrição clínica tem por função prestar assistência na dieta dos indivíduos e promover a saúde. Para isso, busca restaurar a saúde nutricional de pessoas que tenham a saúde debilitada, bem como manter o bom estado nutricional de pacientes saudáveis.

Aqueles que optam por trabalhar no ambiente hospitalar ficam responsáveis por todo processo de produção das refeições, banco de leite humano, lactário, entre outros. Decidindo, assim, a melhor dieta para cada paciente, mediante o quadro clínico de cada um, e mantendo seus níveis ideais de nutrição.

Vale ressaltar, também, um desmembramento importante da nutrição clínica: a nutrição ambulatorial. Nessa área, o profissional atende os pacientes com o objetivo de monitorar suas condições e avaliar suas necessidades nutricionais — é o caso de spas, asilos, clínicas de estética, consultórios, hospitais e consulta domiciliar.

2. Indústria de alimentos

Outra importante área de atuação do nutricionista é a indústria alimentícia e de suplementos alimentares. Nesse caso, o profissional atua em diversos projetos do segmento, desenvolvendo produtos, coordenando, analisando e executando junto a outros profissionais.

Além disso, ele controla a produção de qualidade, desenvolvendo o treinamento de funcionários, os testes de degustação de pratos e novos produtos, e ainda prestando uma consultoria de empresas do setor.

3. Nutrição esportiva

A atuação do nutricionista também vem crescendo muito na área esportiva. E isso se deve ao fato de as pessoas estarem cada vez mais em busca de uma alimentação saudável, aliada à prática de atividade física. Mas se engana quem pensa que a atuação desse profissional se limita a hospitais e clínicas.

Na verdade, o segmento esportivo amplia as possibilidades de trabalho desse profissional, visto que ele pode atender atletas de alto nível e nas variadas modalidades esportivas, como futebol, vólei, ginástica, atletismo, entre muitas outras.

Nessa área, sua função está no planejamento de cardápios nutritivos que visem aumentar o rendimento dos atletas e atendam as necessidades nutricionais individuais dessas pessoas. Assim, os principais locais de atuação são academias, clubes esportivos, spas e centros estéticos, entre outros.

4. Saúde coletiva

A saúde coletiva se refere à assistência e à educação dos indivíduos e da coletividade. Basicamente, o nutricionista desse ramo de atuação promove a saúde por meio de campanhas, pesquisas, programas e atendimento em nutrição. Ou em conjunto com profissionais de outras áreas, como medicina e psicologia.

De fato, esse seguimento tem sido muito requisitado pelo poder público para o desempenho de algumas funções específicas. São elas:

  • fiscais sanitários: atuam na indústria para fiscalizar e avaliar a qualidade dos processos de produção pelos quais passam os alimentos;
  • conselheiros de saúde: designados para elaborar políticas públicas para resolver problemas relacionados à nutrição da população, como desnutrição, carência de nutrientes e obesidade;
  • gestores de programas governamentais: coordenam toda a atividade do setor público voltada para produção de alimentos.

Nesses casos, os locais de atuação são tanto as instituições privadas quanto públicas: atenção básica em saúde, ambulatórios de nutrição e vigilância sanitária.

As organizações não governamentais (ONGs) também buscam nutricionistas para desenvolver programas de combate à desnutrição — até porque, na maioria das vezes, seus trabalhos são direcionados a comunidades carentes.

5. Escolas

Quanto às escolas, a atuação do nutricionista se dá desde aprovando as instalações onde serão feitas as refeições até a própria distribuição dos alimentos entre os alunos. Dentre suas principais funções, estão:

  • planejar o cardápio;
  • avaliar se ele está sendo aceito pelos alunos e funcionários;
  • supervisionar a distribuição da merenda escolar;
  • anotar a frequência dessa merenda.

Em outras palavras, ele deve ser um profissional bastante presente, que participe ativamente das variadas etapas desse processo.

6. Marketing na área de alimentação e nutrição

O profissional que deseja atuar nessa área pode participar de projetos e elaboração de materiais educativos ou técnico-científicos sobre produtos, coordenar pesquisas relacionadas ao setor, participar de testes de receitas, entre outros.

Quanto a isso, seus principais locais de trabalho são, dentre outros: agências de publicidade, revistas comerciais, cozinhas experimentais, indústria de alimentos e suplementos alimentares.

7. Gastronomia

Hoje, mais do que nunca, a gastronomia e a nutrição caminham juntas, no sentido de obter os melhores resultados tendo em vista uma alimentação saudável e equilibrada. Por isso é tão fácil perceber que alguns profissionais buscam as duas formações — que, na verdade, se complementam.

O nutricionista pode atuar no controle de qualidade e das condições de higiene do estabelecimento, bem como, obviamente, na preparação e criação de novos cardápios. Mas sempre visando, acima de tudo, oferecer uma alimentação funcional, nutritiva e atraente aos consumidores.

Nessa área, os principais locais de atuação são as cozinhas experimentais, os restaurantes e os hospitais.

8. Ensino

Por fim, o profissional de nutrição pode ainda atuar dentro da sala de aula. Quem opta pela docência pode lecionar em cursos técnicos ou de graduação, bem como em especializações em cursos de gastronomia e nutrição.

Além disso, pode atuar dentro de universidades, desenvolvendo pesquisas científicas. E ainda tem a opção de assumir outras funções na área de ensino, como elaborar projetos junto à comunidade. Nesses casos, a dica para quem busca crescer é obter titulações, como mestrado e doutorado em nutrição.

O que achou dessas áreas de atuação do nutricionista? Gostou do nosso post? Então, que tal curtir a nossa página no Facebook e ficar por dentro de tudo que ocorre nessa área? Aproveite agora

O post Atuação do nutricionista: 8 áreas para escolher apareceu primeiro em Software de Nutrição para Nutricionistas – NutriSoft Brazil.

Via