Cloreto de Magnésio | Pra Que Serve? Benefícios e Efeitos Colaterais

Inúmeros são os benefícios que você pode ter ao incorporar o cloreto de magnésio à sua dieta diária.

Aqui detalhamos 21 problemas que podem ser tratados com a ingestão diária de cloreto de magnésio. Mas, sempre alie esta e qualquer outra solução, à uma vida saudável, com alimentação de boa qualidade, ar livre e bons pensamentos.

Alguns alimentos ricos em magnésio

Recordo aqui que a fórmula aceite para diluição do cloreto de magnésio é a seguinte: 33 gr de cloreto de magnésio devem ser diluídos em um litro e meio de água pura, filtrada, e de preferência, desfluoretada*.

A dose diária é de uma xicrinha de café, para pessoas que não estão doentes e, até três, para pessoas que têm alguns dos incômodos mencionados abaixo.

Mas lembre-se, nosso intuito não é suplantar uma consulta médica, somente informar. Então, caso esteja doente, consulte-se com seu médico de confiança e discuta com ele essa terapia de magnésio para seu caso.

Problemas de saúde que podem ser tratados com cloreto de magnésio:

21 PROBLEMAS DE SAÚDE QUE PODEM SER TRATADOS COM CLORETO DE MAGNÉSIO

1. Regulariza a pressão arterial elevada

O magnésio reduz a tensão da musculatura vascular melhorando a circulação e baixando a pressão arterial.

2. Previne o infarto do miocárdio

Muitas vezes acontece o infarto agudo do miocárdio por deficiência de magnésio então, a sua ingesta atua como preventivo e curativo pois sana as palpitações e arritmias que tão frequentemente são os primeiros sintomas de sofrimento cardíaco.

3. Dissolve a maioria dos cálculos renais

Tomando magnésio se reduz as chances de formação de cálculos renais de cálcio pois, este elemento impede as calcificações em lugares inadequados combatendo a acumulação do oxalato de cálcio, o tal que forma as pedras nos rins, em 90% dos casos.

4. Melhora a qualidade dos ossos e dentes

Os processos de osteoporose regridem significativamente com a ajuda do magnésio na forma de cloreto já que, está comprovada a relação entre o consumo de cálcio e a absorção de magnésio. Um sem o outro não funcionam.

5. Auxilia no tratamento da asma

20% dos asmáticos são deficientes em magnésio e este elemento ajuda no tratamento pois tem a qualidade de melhorar o sistema imunológico e de diminuir os processos inflamatórios.

6. Resolve o cansaço crônico

Baixos níveis de magnésio costumam estar correlacionados com as ocorrências de cansaço crônico sem causa conhecida e, no caso, o magnésio melhora a capacidade do organismo em converter alimentos em energia.

7. Enxaquecas ou migrenas

O magnésio é um vasodilatador por excelência promovendo muito rápida melhora em casos de dores de cabeça mas, no caso das enxaquecas, a este efeito se soma a sua ação curativa no figado e vesícula, agindo como desintoxicante hepático.

8. Melhora a função renal

O cloreto de magnésio ajuda ao bom funcionamento dos rins como filtros mantendo as vias urinárias oxigenadas e desimpedidas de acúmulos de cálcio.

9. Síndrome metabólica

Com o magnésio se trata a resistência insulínica, uma das causas primeiras da hipertensão essencial e esta, a função mais primária a ser tratada na síndrome metabólica.

10. Melhora a função hepática

Em casos de figado gorduroso ou de alcoolismo, este elemento é essencial para a melhora da função hepática possibilitando ao figado a sua recuperação.

11. Combate o estresse

O cloreto de magnésio ajuda no combate ao estresse típico do tipo de vida assumido atualmente pelas sociedades ocidentais.

Nesse tipo de estresse o nosso organismo perde muito magnésio por mecanismos neurohormonais o que altera a química do nosso cérebro, nos tornando mais sensíveis ainda aos fatores que o geram.

12. Calmante do sistema nervoso

O cloreto de magnésio tem um efeito calmante no sistema nervoso e ajuda no bom descanso noturno, acalma nervos superexcitados, impede crises epiléticas e convulsões.

13. Regula a menstruação e tpm

O magnésio tem ação regulatória nas glândulas e, por este efeito, também ajuda na diminuição dos sintomas típicos da tensão pré-menstrual e menstrual, prevenindo e tratando também as cólicas neste período.

14. Melhora a digestão

Magnésio regula a produção de ácidos estomacais reduzindo sintomas de acidez e digestão lenta, pesada. Esse efeito deriva da regulagem do pH da mucosa estomacal.

15. Reduz o risco de diabetes

A ingestão de magnésio melhora a sensibilidade à insulina, reduz a inflamação sistêmica e, portanto, o risco de diabetes.

16. Impede o risco de parto prematuro

Magnésio reduz a ocorrência de partos prematuros pois tem o efeito de reduzir as contrações uterinas antecipadas. E também é importante saber que, durante a gravidez o nosso organismo precisa de muito magnésio para a boa formação fetal.

17. Melhora o ph do nosso organismo

A ingestão de magnésio promove o reequilíbrio do nosso pH reduzindo os casos de acidificação do sangue e suas consequências: doenças e infecções.

18. Previne a obstipação

O intestino preso pode ser ajudado com o uso do cloreto de magnésio que auxilia na criação de um ambiente mais úmido para as fezes melhorando também os movimentos peristálticos necessários para a expulsão destas.

19. Normaliza os níveis de colesterol

O nível adequado de magnésio no organismo regula a produção de colesterol do tipo LDL e HDL e mantendo-os no equilíbrio necessário à boa saúde.

20. Reduz o risco de câncer e tumores

A ingesta de cloreto de magnésio aumenta o magnésio existente nas nossas células o que as mantêm saudáveis impedindo, muitas vezes, a formação de tumores cancerígenos.

21. Melhora as funções cerebrais

O consumo de cloreto de magnésio potencializa as funções cerebrais de aprendizagem e diminui a sua perda no envelhecimento.

Como diz o Dr. Lair Ribeiro, cardiologista brasileiro que defende o uso do magnésio, este elemento é um santo remédio.

E isso não é propaganda de indústria farmacêutica pois este ramo não tem interesse em que o magnésio seja amplamente indicado pelos médicos – não é elemento possível de ser patenteado, não pode ter dono pois é um elemento natural, que Pacha Mama nos deu.

Veja no vídeo abaixo o que diz o Dr. Lair Ribeiro e leve esses argumentos ao seu médico de confiança. Quem sabe ele, o seu médico, também vai se interessar.


O cloreto de magnésio é um mineral altamente importante e essencial tanto para a vida humana como dos animais.

Sem ele o corpo humano seria incapaz de manter fluidos nos vasos sanguíneos, realizar transmissões nervosas, mover os músculos, ou manter a função renal adequada.

Cloreto de Magnésio

Como um dos principais minerais eletrólitos do corpo, o cloreto de magnésio desempenha muitas funções, e é rapidamente excretado do corpo.

O cloreto de magnésio é a forma mais eficaz deste mineral quando se trata de desintoxicação celular, porque tem um forte efeito de excreção de toxinas e energias estagnadas nos tecidos do corpo, puxando-os para fora através dos poros da pele.

Ao ser combinado com hidrogênio, no estômago, ele colabora na produção de ácido clorídrico, uma potente enzima digestiva responsável pela degradação de proteínas e a absorção de outros minerais.

Para que serve o Cloreto de Magnésio?

O cloreto de magnésio é um suplemento mineral utilizado para prevenir e tratar deficiência de magnésio no sangue.

O magnésio é muito importante para o funcionamento normal das células, nervos, músculos, dos ossos, e do coração.

Normalmente, uma dieta bem equilibrada fornece o suficiente para níveis normais de magnésio no sangue. No entanto, certas situações fazem com que o corpo perca magnésio mais rápido do que a dieta consegue repor.

Estas situações incluem o tratamento com diuréticos e remédios para hipertensão, alcoolismo, dieta deficiente, diarreia grave, vômitos frequentes, problemas de absorção intestinal e de estômago e diabetes mal controlada.

Certos alimentos, como nozes, grãos integrais, feijão e espinafre, são ricas fontes de magnésio e suplementos de cloreto de magnésio não são necessários, a menos que o organismo tenha deficiência do mineral.

Com se dá a absorção do Cloreto de Magnésio?

O magnésio é inegavelmente terapêutico para o corpo humano, mas muito não é dito sobre o tipo e a qualidade de várias formas de magnésio.

Nem todos os tipos de magnésio proporcionam os mesmos benefícios reconhecíveis.

À semelhança de outros minerais com valor nutricional, o magnésio ocorre de várias formas orgânicas e inorgânicas na natureza, e cada uma tem diferentes graus de eficiência na nossa saúde, por isso precisamos saber como tomar.

O óxido de magnésio, por exemplo, é a forma mais comum de magnésio vendido em farmácias e mercearias, mas pesquisas mostram que sua absorção é baixa.

O cloreto de magnésio de ocorrência natural tem demonstrado maior biodisponibilidade e benefícios superiores para a saúde. Seu uso terapêutico é especialmente recomendado devido à rapidez da sua ação.

Como tomar cloreto de magnésio?

O cloreto de magnésio, quando tomado por via oral, é mais bem absorvido se ingerido junto com uma refeição. Isto também serve para reduzir dores de estômago e diarreia, a menos que o médico o instrua de forma diferente.

Cada dose deve ser tomada com um copo cheio (240 mililitros) de água.

Se a indicação for a ingestão de cápsulas de liberação prolongada com revestimento entérico, não esmague ou mastigue a cápsula para não liberar todo o conteúdo de uma só vez, aumentando o risco de efeitos colaterais.

Se você estiver usando a forma líquida do produto, meça cuidadosamente a dose. Se você estiver usando uma suspensão, agite bem o frasco antes de cada dose.

Tome o medicamento regularmente e em horário fixo todos os dias a fim de obter o máximo benefício do mesmo.

Lembre-se que a dosagem é baseada em sua condição médica e a resposta ao tratamento depende dela, portanto não aumente a dose ou o tempo de ingestão além do indicado na embalagem ou prescrito pelo seu médico.

O excesso de magnésio no sangue pode causar efeitos colaterais graves.

O limite tolerável para adultos é de 350 miligramas por dia.

Benefícios do Cloreto de Magnésio

1. É benéfico para o estômago

O cloreto de magnésio tem um papel essencial na produção de ácido clorídrico no estômago.

Algumas pessoas simplesmente não produzem ácido clorídrico suficiente (HCl), o que pode resultar em uma série de problemas de saúde relacionados ao metabolismo e absorção de nutrientes.

À medida que envelhecemos, a produção de HCl no estômago diminui, muitas vezes de forma dramática.

O uso de cloreto de magnésio como um suplemento também pode ajudar a reduzir muitos problemas advindos da diminuição de secreção de ácido gástrico no estômago, como má absorção de vitaminas e minerais, má digestão e aumento da susceptibilidade a bactérias, vírus e leveduras que passam através do intestino.

O cloreto de magnésio aumenta a produção de ácido gástrico, aumentando assim a absorção e a assimilação de magnésio e melhorando a eficiência digestiva como um todo, criando um ambiente ideal para a assimilação de micronutrientes essenciais importantes para a saúde, especialmente à medida que envelhecemos.

2. O Óleo de Cloreto de Magnésio é benéfico quando aplicado topicamente

O uso de cloreto de magnésio é eficaz no tratamento de uma variedade de sintomas, incluindo aqueles relacionados à pele, músculos e sistema nervoso.

Entre eles podemos citar a psoríase, espasmos musculares, problemas de sono e muito mais.

Um pequeno estudo conduzido pelo Dr. Norman Shealy, fundador da Associação Americana de

Medicina Holística, fornece pesquisa documentada sobre o efeito do uso tópico de cloreto de magnésio na química do sangue.

Dr. Shealy comparou os níveis intracelulares de magnésio em participantes antes e depois de um período de aplicação tópica diária de cloreto de magnésio através de banhos de pulverização de óleo.

Entre os pesquisados, 75% mostraram aumento dos níveis intracelulares de magnésio.

3. Ajuda a impedir complicações geradas pela deficiência de Magnésio

Se a deficiência de magnésio não é tratada, podem surgir complicações. A falta de magnésio suficiente no corpo reduz a absorção de outros minerais, tais como cálcio e potássio.

Tomar cloreto de magnésio para a deficiência de magnésio pode ajudar a prevenir complicações relacionadas, como níveis baixos de cálcio e potássio no sangue.

4. Pode promover a saúde cardíaca

O magnésio garante ritmos cardíacos normais. Algumas pesquisas levam os benefícios do mineral um passo adiante, sugerindo que ele pode desempenhar um papel na prevenção de doenças cardíacas em longo prazo.

Estudos mostram que pacientes com doença cardíaca costumam apresentar baixos níveis de magnésio no sangue, mas ainda são necessárias mais pesquisas para provar uma ligação concreta entre os níveis do mineral e a saúde do coração.

Eventuais Efeitos Colaterais do Cloreto de Magnésio

A ingestão de cloreto de magnésio irá elevar os níveis de magnésio em seu corpo. Você pode, no entanto, experimentar alguns efeitos colaterais como:

Diarreia: Suplementos de cloreto de magnésio, geralmente vendidos na forma de comprimidos de libertação prolongada, comumente causam diarreia. O recomendado, no entanto, é verificar com o seu médico se este sintoma persistir.

Reações alérgicas: Qualquer tipo de reação alérgica ao tomar suplementos de cloreto de magnésio requer procurar atendimento médico imediatamente.

Os sintomas podem incluir dificuldade em respirar, sensação de aperto no peito, uma erupção cutânea, urticária, coceira, inchaço da face, língua, lábios ou na boca.

Outros efeitos graves: Reflexos lentos ou náuseas ao tomar suplemento de cloreto de magnésio são sintomas graves e precisam de atendimento médico. Da mesma forma, diminuição do batimento cardíaco, visão dupla ou turva ou sonolência acentuada requerem cuidado imediato.


18 Benefícios do Cloreto de Magnésio

  • Funciona como um excelente purificador do sangue, ajudando a equilibrar seu pH. Graças a este benefício, o cloreto de magnésio nos ajuda a prevenir muitas doenças.
  • Ajuda a eliminar o ácido que se acumula nos rins, promovendo o funcionamento e a saúde renal.
  • Estimula as funções cerebrais e a transmissão de impulsos nervosos, contribuindo, desta forma, a manter um equilíbrio mental.
  • É ideal para os esportistas ou pessoas com alto rendimento físico, já que ajuda a prevenir e combater as lesões musculares, cãibras, fadiga e/ou cansaço muscular.
  • Estimula o bom funcionamento do sistema cardiovascular, prevenindo as doenças do coração.
  • Ajuda a diminuir os níveis do colesterol ruim, estimulando a boa circulação do sangue e prevenindo doenças.
  • É um poderoso remédio anti-estresse, que também ajuda a combater a depressão, os enjoos e a fadiga.
  • É muito importante na regulação da temperatura do corpo.
  • Previne problemas como as hemorroidas, melhora a saúde intestinal e ajuda em casos como a colite, prisão de ventre, entre outros.
  • Previne os problemas da próstata e ajuda a combatê-los.
  • As pesquisas alertaram que pode ajudar a prevenir e a combater tumores cancerígenos.
  • Fortalece o sistema imunológico, ajudando a prevenir e a combater os resfriados, mucosidades e infecções.
  • Previne o envelhecimento precoce, já que oferece vitalidade ao corpo e promove a regeneração celular.
  • É um elemento chave na prevenção da osteoporose, pois atua como um fixador de cálcio nos ossos.
  • O cloreto de magnésio previne a formação de cálculos renais, impedindo que o oxalato de cálcio se acumule neles.
  • Promove a saúde da mulher, já que diminui os sintomas da TPM e estimula a regulação hormonal.
  • Combate os radicais livres, evitando a formação de tumores e verrugas.
  • Promove a limpeza das artérias, prevenindo ao mesmo tempo a arteriosclerose.
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (10 Votos, Média: 5,00 de 5)
Loading...