Fazer Exercícios em Jejum: Pode ou Não Pode?

Algumas pessoas acham estranho aliar exercícios em jejum pode ser perigoso, e que não é recomendado para a saúde. Mas será que essa prática realmente ajuda a emagrecer com saúde, ou pode trazer consequências negativas?

Muitas pessoas aderiram para perder gordura de forma rápida. Se você não estiver familiarizado com o assunto, talvez pense que esse pode ser um método de emagrecimento radical.

Mas foi comprovado em pesquisas que exercícios físicos feitos em jejum são realmente benéficos para a sua saúde.

Falando sobre o jejum, eu gosto de mencionar o jejum intermitente e que na verdade pode ser considerado mais como um padrão alimentar do que um regime em si.

Vou falar sobre as indicações, benefícios e precauções para quem se interessa em conhecer estilo de vida que tem chamado a atenção de tantas pessoas: exercícios em jejum.

Não deixe de ler e compartilhar.

Exercícios em Jejum

1-Evita A Obesidade

A prática de atividades físicas e exercícios, ajudam o seu corpo a manter-se ativo e auxilia a perder as calorias extras.

Não se deixe levar pelo sedentarismo e pela vida corrida das cidades, mexa-se.

Fazendo atividades físicas em jejum, você melhora vários aspectos da sua vida, e evita fazer parte da estatística de uma doença que virou epidemia mundial, a obesidade, que aumenta de forma preocupante a cada ano (12).

Eu tenho o hábito de realizar exercícios físicos em jejum; o jejum intermitente faz parte da minha vida (34).

Estudos comprovam que fazer exercícios aeróbicos (cardio) é uma das formas mais eficazes de exercícios para perder a gordura localizada na barriga.

Ainda não saíram resultados conclusivos sobre qual deve ser a intensidade dos exercícios, mas sabemos que fazer exercícios regularmente é muito benéfico para a saúde do corpo e da mente (5).

2-Sensibilidade à Insulina 

Fazendo os exercícios em jejum, além de perder peso, você vai aumentar da sensibilidade à insulina, ou seja, as atividades físicas possibilitam que as suas células utilizem o açúcar disponível na sua corrente sanguínea para gerar a energia necessária para o seu corpo, assim como possibilitar as contrações musculares.

Caso você tenha algum problema em controlar o açúcar no sangue, é importante que verifique rotineiramente os níveis de açúcar no sangue.

Prestar atenção aos níveis de açúcar no sangue, ajudará você a descobrir como o seu corpo reage às diferentes atividades, e em manter os níveis de açúcar controlados (6).

Ao aliar o jejum com os exercícios físicos, você possibilita que as gorduras corporais armazenadas fiquem mais acessíveis para serem utilizadas como energia (7).

3-Do Hormônio HGH

Outro benefício de praticar exercícios em jejum, é o aumento da produção do hormônio HGH (Hormônio do Crescimento Humano) que é produzido pela glândula pituitária, esse hormônio está envolvido diretamente em benefícios como: crescimento, composição corporal, reparo celular e com o metabolismo do nosso corpo (8910). 

O hormônio HGH também é responsável por estimular o crescimento muscular, força e desempenho nos exercícios físicos; enquanto isso ele ainda ajuda o seu corpo a se recuperar de lesões e doenças, por exemplo, esse hormônio ajuda a diminuir a perda de proteínas do corpo durante uma doença ou recuperação, isso faz com o paciente se recupere mais rápido.

Isso mostra que o hormônio HGH é um dos melhores amigos do nosso corpo e a importância em manter a sua produção equilibrada (111213).

Uma das formas de aumentar a produção desse hormônio no seu corpo é perdendo gordura corporal, pois a quantidade de gordura que o seu corpo possui está intimamente relacionada a produção do hormônio HGH (14).

Com o sobrepeso ou com excesso de gordura abdominal você prejudica a produção do hormônio HGH e ainda aumenta as probabilidades de desenvolver doenças graves.

Em um estudo realizado, foi constatado que os pacientes com uma quantidade de gordura abdominal 3 vezes acima do normal, estavam com menos da metade de hormônios HGH que os pacientes magros (15).

Está comprovado que a gordura abdominal é o tipo de gordura armazenada mais perigosa que existe, e que envolve o surgimento de muitas doenças.

O jejum intermitente também pode otimizar os níveis do hormônio HGH de várias maneiras, como por exemplo, ajudar na queda de gordura corporal (1617). Ele também mantém os níveis de insulina baixos a maior parte do dia, enquanto ela é liberada a medida que você se alimenta.

Pesquisas relacionadas a esse hormônio sugerem também que  os picos de insulina podem interromper a produção do hormônio (1819), isso mostra como o nosso corpo está conectado.

Cuidados ao fazer exercícios em jejum

Apesar de que o jejum aliado a exercícios físicos faz bem a saúde, nem todas as pessoas podem usar esse método de emagrecimento.

Já no caso de pessoas que estão abaixo do peso ou que possuem histórico de transtornos alimentares, fazer o jejum pode ser perigoso, e não é recomendado a menos que seja feito com acompanhamento médico.

Mulheres que estão tentando engravidar, que receberam um diagnóstico de infertilidade, que possuem dificuldades para engravidar, que estão no período de amamentação ou grávidas também não devem fazer o jejum a menos que conversem antes com o seu médico.

Antes de decidir aderir ao jejum e aos exercícios, o recomendável é que você consulte o seu médico, assim ele pode avaliar sua condição de saúde e indicar o melhor procedimento para você.

Mas não pense que somente o jejum com exercícios é o bastante para manter o peso controlado e a saúde.

Para impedir que o seu corpo ganhe toda aquela gordura perdida, você precisa manter-se ativo e determinado a não engordar mais, cuidar do corpo e da mente e, especialmente, a manter uma reeducação alimentar.

Dedique mais tempo para você e a saúde todos os dias, mesmo que seja alguns minutos.

A reeducação alimentar, vai te ajudar a mudar os hábitos ruins de alimentação, e ajudar você a substituir os alimentos processados e repletos de açúcares adicionados, sódio e carboidratos por alimentos de verdade e naturais. Pensando hoje na sua saúde você garante um futuro com qualidade de vida e mais feliz.

Mas mesmo que você consuma de vez em quando alguns alimentos naturais, isso não é bastante para garantir a boa saúde e prevenir doenças. Se você costuma comer alimentos industrializados e processados, está à um passo ver a sua saúde minguar aos poucos.

Esse é o momento de transformar a sua saúde de forma efetiva! Eu trago a revolução da saúde, um projeto que pretende mudar a cara da alimentação e da saúde no Brasil! Você, os seus filhos e toda a família merecem uma transformação na saúde que realmente seja eficaz!

Eu desenvolvi um e-book para ajudar você a fazer essa transformação, com todas as informações que você precisa e um guia passo a passo para implementar.
Tenha acesso aos Bônus Exclusivos!!
Quer saber como conseguir? Então clique na imagem abaixo e adquira agora o meu livro digital:

VIVA MELHOR SEM GLÚTEN V 2.0

Ebook Viva Sem Glúten, Dr. Juliano Pimentel

Abraços e fique com Deus!!

Dr. Juliano Pimentel

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]
BAIXE AGORA O MEU GUIA COM OS
10 MELHORES SUCOS DETOX PARA EMAGRECER COM SAÚDE!!

O post Fazer Exercícios em Jejum: Pode ou Não Pode? apareceu primeiro em Dr. Juliano Pimentel.

Via